SC tem 30 pesquisadores entre os 100 mil mais influentes do mundo entre eles, Médica-Veterinária da UFSC

sexta-feira, 20 de novembro de 2020

Ao todo 30 pesquisadores de instituições catarinenses foram citados em pesquisa que identificou os 100 mil cientistas mais influentes do mundo. O estudo é conduzido por uma equipe da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos. Entre eles a Médica Veterinária Maria José Hötzel - Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Santa Catarina (CCA/UFSC).

Graduada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Maria José é PhD na University of Western Australia, na UFSC desenvolve atividades de ensino, pesquisa e extensão na área de Etologia Aplicada e Bem-Estar Animal, junto ao Departamento de Zootecnia e Desenvolvimento Rural e o Programa de Pós-Graduação em Agroecossistemas, e através de colaborações com cientistas nacionais e internacionais. “O meu trabalho visa o desenvolvimento de agroecossistemas sustentáveis, através da compreensão e melhoria do bem-estar dos animais, considerando as várias implicações éticas, ambientais, sociais e econômicas das práticas e dos sistemas de criação e produção animal”, declara em sua plataforma lattes.

A maioria dos catarinenses citados, 27 pesquisadores, trabalha na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), um na Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc), outro no Departamento de Ortopedia do Hospital Governador Celso Ramos e um da Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI). Oito cientistas da UFSC compõem as duas listas.

FONTE: G1/SC

LEIA MAIS